faleconosco@tudoparamulher.net

Fazer o bem não faz mal a ninguém

Fazer o bem não faz mal a ninguém

Fazer o bem não faz mal a ninguém

345 2

Nesses dias eu lembrei que quando pequenina (deveria ter uns 7 anos), após receber o convite da vizinha chamada Inês, limpei, junto com ela, a nossa rua. Acho que era primavera, pois havia muitas folhas no chão da Rua Almirante Carlos Ramos, em São Paulo. Lembro que, ao final, olhamos para a rua limpa com sorriso no rosto. Vários sacos de lixo, vassoura na mão e um sentimento gostoso de dever cumprido…

Peguei-me com essa lembrança e parei para pensar na quantidade de coisas que fazemos, ao longo da nossa vida, sem sequer imaginar o quanto nos transformam.

Eis que, ao recordar sobre uma ação voluntária da infância e da que fiz, em setembro de 2013, na cidade de Aracaju, percebi, somente no ato de escrever esse post, que ambas as situações envolveram recolhimento de lixo, limpeza. Interessante que, ao me recordar desses dois momentos, parece que rolou um "match" no meu destino, alma e coração, rs...

Voltando... A ação foi promovida pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju - Setransp (trabalhei para eles durante 13 anos e hoje presto consultoria/assessoria) em parceria com muitas instituições. Creio que conseguimos juntar uns 400 voluntários e recolhemos lixo pra caramba (infelizmente) na extensão da orla. E o mesmo sentimento de quando eu era criança - de dever cumprido <3 – tomou conta de mim, mesmo muitos anos depois. Foi aí que comentamos "deveríamos fazer o bem com mais frequência". Como sempre, o coração tremeu e essa frase me marcou. Assim nasceu a Fob.

"Com a vontade de fazer a diferença, estimular pessoas a olharem mais para sua cidade, promover gentileza, conhecer lugares que precisam de ajuda, dedicar seu tempo para o próximo..."

Criei marca FOB - fazer o bem, fiz a estratégia toda na cabeça, botton, camisa, mascote, consegui parceiro para a impressão de adesivos, criei site, instagram... Quando percebemos, éramos um grupo com várias pessoas que, individualmente, já eram "fobs", mas que, unidos, fizeram a diferença por onde passaram (e ganharam reconhecimento por isso). Recordo com vocês algumas ações realizadas:

•    Visitação no Ministério Integrar (trabalho incrível com os moradores de rua);
•    Ajuda na distribuição de alimentos para os moradores de rua;
•    Participação no Doe Sentimentos - durante três anos (entregamos corações e espalhamos sorrisos nos semáforos e parques);
•    Campanha Amor na Veia - doação de sangue para o Hemose;
•    Campanha de doação de sangue juntamente com a Odonto Fantasy;
•    Tarde recreativa no orfanato (esse dia nos deixou despedaçados com a realidade que presenciamos);
•    Envio de cartas aos seguidores fob, encaminhamos para muitos estados brasileiros, espalhamos muitas mensagens positivas pelo Brasil;
•    Tarde recreativa com crianças com síndrome de Down;
•    Visitação à organização com crianças com câncer;
•    Doação de alimentos;
•    Doação de roupas;
•    Distribuição de brinquedos no natal nas periferias; entre outras.

Ah! Ganhamos, em 2014, um vídeo de uma turma de publicidade da Universidade Federal de Sergipe (Trabalho de Produção Audiovisual para Publicidade I, do curso de Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Sergipe). heart

Com o tempo, percebemos que conciliar o tempo - curto - ficou bastante difícil, mas percebi também, que muita gente tem um jeito "fob" de ser e cada um continuou fazendo as suas ações voluntárias isoladamente e com outras pessoas. Isso é o mais importante! 

Outra ação voluntária que faço parte e que me ajudou em vários aspectos foi a partir do momento que conheci a Ong Ciclo Urbano. Isso foi lá no ano de 2013 também, quando, no Setransp, criamos um blog sobre mobilidade urbana e eu, apaixonada por bicicleta, comecei a ler e conhecer sobre o cenário. Foi aí que fui convidada a conhecer uma pesquisa de contagem de ciclista que a galera estava realizando. Fui acompanhando mais de perto o que a organização estava fazendo na época e, no ano de 2014, me tornei membro associada e voluntária, contribuindo nas ações, pesquisas e, principalmente, na minha área: design, marketing e marketing digital.

Paralelo a isso, também me tornei Bike Anjo. Uma vez por mês dedicava algumas horas do meu domingo para ensinar pessoas a pedalar. Essa "belezura" também conheci através da ONG Ciclo Urbano e confesso que era algo mágico, emocionante. Quantas vezes chorei junto ao aprendiz que conseguiu pedalar, sentiu o equilíbro, a liberdade, aquele vento no rosto pela primeira vez (que a bicicleta nos proporciona)…

Uma outra coisa que lembrei foi quando me cadastrei no Couchsurfing (comunidade da internet dedicada a fazer amizades e hospedar pessoas) e também decidi hospedar pessoas de forma gratuita em minha casa. Quando eu morava sozinha, recebi uma canadense e depois uma israelense. Depois de casada, eu e meu esposo recebemos em nossa casa um casal viajante por meio da bicicleta, ela polonesa e ele espanhol. Tempos depois recebemos um casal venezuelano e um trio de amigos brasileiros. Essas pessoas se tornaram eternas!

E gente, fazendo esse retrospecto, consigo listar (amo listas) cinco benefícios que o voluntariado nos proporciona:
1.    Se você faz o bem, consequentemente, conhecerá pessoas que fazem o bem;
2.    Resgatar a autoconfiança, a automotivação e o amor-próprio;
3.    Oportunidade de aprender (quem sabe aperfeiçoar uma língua estrangeira), evoluir, transformar, compartilhar (vivências, experiências);
4.    Colocar ideias e projetos em prática;
5.    No voluntariado, não buscar a si próprio - popularidade - ou outro tipo de compensação pessoal. Simplesmente ajudar o próximo com amor.

E aí, fazendo essa leitura, lembraram de alguma ação voluntária que possam compartilhar comigo? Faço questão de conhecê-las, quem sabe pessoalmente (tenho um grande sonho eheheh - um dia espero compartilhar com todos)!

Finalizo com a frase que sempre me guiou enquanto fob - "fazer o bem não faz mal a ninguém, ajuda a si mesmo e ao outro também".
 

2 Comentários
  • imagem usuário ou primeira letra

    Tudo isso é verdade que a Bi falou!!! E tive a oportunidade de participar de algumas dessas ações. Parabéns Bi por compartilhar essas lindas ações conosco e esta lembrando que não precisamos olhar a quem para fazermos o Bem!

    Bjs!

  • imagem usuário ou primeira letra

    Quinha estou lendo agora a mensagem e é tão bom saber que você participou de várias ações. Beijo.

ENVIAR UM COMENTÁRIO

PORQUE MEU COMENTÁRIO NÃO APARECEU?

Os comentários do portal são moderados, então podem demorar um pouco a serem autorizados. Comentários ofensivos não são publicados.