faleconosco@tudoparamulher.net

Chega de gente que não presta na minha vida

Chega de gente que não presta na minha vida

Chega de gente que não presta na minha vida

1570 0

Você fica doente, o carro quebra, a economia fica ruim... Coisas assim acontecem além do nosso controle. Por isso, eu sempre digo: evite todo sofrimento que puder evitar. É seu dever. É seu dharma se cuidar! É um ato de amor próprio. E isso inclui escolher melhor as suas companhias. Quem são os chatos, incluindo pessoas e pensamentos, que têm importunado você e as suas ideias?

Narcisistas, vampiros emocionais, encostos, controladores, pessimistas, sanguessugas tóxicos, âncoras mal-humoradas... Você tem gente que não presta em sua vida? Gente que só te joga para baixo? Suga a sua energia? Tira o seu bem-estar? Chega! Não precisamos disso. Veja aqui como e porque você deve dar um basta.

No topo da lista de evitar sofrimento está se livrar de gente que não presta na sua vida. Faça o necessário para tirar essas pessoas da sua vida. Tome uma atitude proativa. Reclame com a chefia da empresa ou da escola, mude de emprego, encerre relacionamentos, afaste pessoas, vá à polícia, procure um advogado... Não poupe esforços.
 
Não podemos minimizar os danos trazidos por gente que não presta. Há algum tempo publiquei um artigo no qual falo sobre o esgotamento do ego, uma questão muito séria que você deve sempre acompanhar. Nada “esgota o seu ego” como gente que não presta. Você queima toda sua paciência para o dia e não dá para “renovar” o estoque de paciência tão facilmente.
 
Isso significa que gente que não presta vai fazer você atuar mal o resto do dia. Isso significa também que você vai tomar más decisões em todos os campos: trabalho, relacionamentos, finanças... Tudo ficará em risco. Gente que não presta, literalmente, coloca toda sua vida para baixo.

Tudo isso ameaça a qualidade de suas ações e decisões. Até acidentes e mortes podem ser consequências de ter gente que não presta em sua vida. Não é brincadeira.
 
É uma questão simples de justiça, de reciprocidade. Você declara a si mesmo: “eu sou legal, eu sou responsável, eu sou amoroso, eu sou tranquilo. Assim, eu mereço companhia como eu”. Esse é o segredo. Você tem que atuar de forma a merecer boa companhia. Deixe os chatos infernarem os chatos, os grosseiros irritarem os grosseiros.
 
Isso é bom para a gente que presta. Ajude-os a se tocarem. Gente que não presta só fica não prestando porque tem vítima se oferecendo a sofrer em suas mãos. Você está se ajudando e ajudando aqueles que não prestam ao tomar uma atitude vigorosa?
 
A paz é sua. Não deixe ninguém tirá-la de você. Você merece ser feliz. Aprenda a ter firmeza e conheça sua própria natureza, crie limites ao compreender os limites do seu dharma, ao viver a sua essência.

Assista aos vídeos:

 


 

Seja o primeiro a comentar

ENVIAR UM COMENTÁRIO

PORQUE MEU COMENTÁRIO NÃO APARECEU?

Os comentários do portal são moderados, então podem demorar um pouco a serem autorizados. Comentários ofensivos não são publicados.