faleconosco@tudoparamulher.net

Conquiste o amor próprio

Conquiste o amor próprio

Conquiste o amor próprio

371 0

Muitas mulheres me procurar para resgatar o amor próprio. Elas chegam com uma tremenda sensação de insatisfação e de enorme frustração. Muitas não identificam claramente a relação desse sentimento com a questão do amor próprio.

Se você passa a maior parte dos seus dias com a sensação de insatisfação e buscando o amor em outras pessoas, isso está mais relacionado ao seu interior, com as suas perspectivas internas e da sua história de vida do que com o mundo externo.

É importante saber que você, querida, não precisa ser perfeita para ser amada, muito menos para viver bem e ser feliz. Você pode estar no mundo com os seus pontos a serem desenvolvidos, com a sua imagem do jeitinho que ela é. Basta ter essa consciência e amar-se muito por tudo isso!  

Ao perceber essa evolução, você, naturalmente, desenvolve o amor próprio. Por isso, hoje quero deixar duas dicas para você começar a refletir e praticar. Assim, a cada dia você vai sentir mais amor pela pessoa mais importante do mundo: você!

1ª – BUSQUE O AUTOCONHECIMENTO
Como você começa amar alguém? Existe como amar sem aproximação? Sem conhecer? O que observamos em alguém que amamos?


2ª – IDENTIFIQUE A SUA HISTÓRIA
Qual a história e pensamentos que existem de você? Essa história e pensamentos são seus ou você ouviu de outras pessoas?

Se não conseguir sozinha, procure uma pessoa que possa ajudá-la nesse processo. Permita amar-se e ser feliz! Um beijo heart

 

Publicações Relacionadas

A força do autoconhecimento

Conhecer-se pode mudar a sua vida e melhorar o seu relacionamento.

Depois do fundo do poço

Que tal olhar com carinho para você mesmo? Não se trata de egoísmo, mas de amor próprio.

Você sexy, linda e poderosa!

Vamos bater um papo sobre autoconhecimento?

Seja o primeiro a comentar

ENVIAR UM COMENTÁRIO

PORQUE MEU COMENTÁRIO NÃO APARECEU?

Os comentários do portal são moderados, então podem demorar um pouco a serem autorizados. Comentários ofensivos não são publicados.