faleconosco@tudoparamulher.net

Exercícios mentais que ajudam a emagrecer

Exercícios mentais que ajudam a emagrecer

Exercícios mentais que ajudam a emagrecer

382 0

Já parou pra pensar em quantas vezes comemos sem, sequer, estarmos com fome? Aquelas pequenas “beliscadas” que damos por ansiedade ou impulso não são nada raras. E, quando menos esperamos, o resultado desses “deslizes” aparece escancarado no ponteiro da balança.

Para emagrecer fisicamente é necessário emagrecer mentalmente. A mente é o componente mais importante para atingir qualquer objetivo. É ela que controla nosso comportamento, cria nossas motivações e direciona nossas ações.

Contudo, o maior engano que as pessoas cometem é achar que a mente é uma parte isolada do corpo, que age por si só e que precisamos lutar contra ela. Isso não é verdade. Nossa mente é o reflexo de nossas vontades; nossa mente somos nós. Você só precisa reeducá-la da maneira correta.

1. Visualize
Se concentre e imagine-se daqui um mês após a inclusão de hábitos saudáveis na sua vida. Pense como você estaria mais disposta, já notando algumas mudanças na silhueta. Depois, tente ir um pouco mais longe e imaginar-se 3 meses depois de continuar com os mesmos hábitos. Agora, você já perdeu 4 números de manequim (ou até mais), não sente cansaço e está tão produtiva que até seu chefe notou e te promoveu! Tudo isso pode acontecer. Só será impossível se você achar que é, afinal, sua mente é quem manda. Acredite no seu potencial e visualize suas futuras conquistas todos os dias.

2. Anote e foque
Sêneca, um dos intelectuais mais admiráveis da história, uma vez, disse: “Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir”. Que tal listar, literalmente, tudo o que você quer conseguir? Não importa se você quer entrar naquelas calças que já não servem há um bom tempo ou se você quer participar de um triatlo: anote tudo!

Depois de separar os objetivos, não se esqueça de anotar, também, o que você está disposto a fazer para conquistar aquilo. Pode ser “vou caminhar por 40 minutos todos os dias” ou “vou evitar alimentos gordurosos e açucarados durante a semana”. Só cabe a você escolher.

3. Descubra onde você costuma errar
Faça uma autoanálise e identifique os fatores que tem te atrapalhado. Será que você tem comido pouco durante o dia e, por isso, tem exagerado à noite? Será que é a falta de exercícios físicos? Será que é muito fast-food? Descubra, anote e leve essa lista com você para qualquer lugar. Posteriormente, veja o que você pode fazer para substituir esses maus hábitos. Por exemplo: se você tem o costume de comer fora e acaba optando sempre por alimentos fritos e gordurosos, você pode se planejar e começar a levar refeições de casa.

4. Saiba escolher bem suas companhias
Calma. Você não precisa parar de andar com seus amigos que não querem saber de emagrecer. Mas, talvez, seja uma boa ideia evitar comer com eles. Se você costuma almoçar com aquele famoso amigo “magro de ruim”, é bem provável que, enquanto você monta um prato equilibrado e saudável, ele estará montando um prato cheio de alimentos pouco nutritivos que, para você, serão vistos como tentações. É bom evitar esse tipo de estresse, né?

Tente fazer suas refeições com pessoas que partilham dos mesmos objetivos que você. Assim, você encontrará motivação sempre que for preciso e saberá que não está sozinha nessa!

Fonte: blog.dietaesaude.com.br

Publicações Relacionadas

Miss Islândia se nega a emagrecer para participar de concurso

Arna Ýr Jónsdóttir desistiu de concurso e explicou ao mundo o porquê em carta.

Corrida: o esporte-terapia

Tem muita gente encontrando, na prática, a solução para o stress, a ansiedade, a insônia e vários outros incômodos

Smoothie protéico

Que tal se refrescar nesse calor de maneira saudável e saborosa?

Seja o primeiro a comentar

ENVIAR UM COMENTÁRIO

PORQUE MEU COMENTÁRIO NÃO APARECEU?

Os comentários do portal são moderados, então podem demorar um pouco a serem autorizados. Comentários ofensivos não são publicados.