faleconosco@tudoparamulher.net

Entre as Pernas ganha sede própria

Entre as Pernas ganha sede própria

Entre as Pernas ganha sede própria

953 0

No próximo dia 2 de junho, às 19 horas, será inaugurada sede do Entre As Pernas, um projeto de empoderamento e valorização do feminino. Localizado no bairro Aruana, zona de expansão de Aracaju, o espaço será voltado exclusivamente para a mulher, oferecendo aulas de danças, workshops, cursos e evento.

O projeto Entre As Pernas nasceu em Curitiba, em marco de 2016, pelas mãos da sergipana Paloma Augusta, publicitária e instrutora de pole dance. “Minha ideia era fazer um evento que estimulasse o empoderamento feminino, através da dança, do bate-papo, da troca de ideias e experiências. Abri 20 vagas, mas se eu só tivesse cinco meninas, já estaria feliz”, disse Paloma. “A procura foi tão grande que ampliei o número de vagas e ainda fiz mais três edições em Cutiriba”, contou emocionada.

De volta Aracaju no final de 2016, Paloma trouxe o Entre As Pernas na bagagem. Na primeira edição do evento na capital sergipana, as vagas esgotaram em poucos dias e foi aberta uma segunda turma no mesmo final de semana – o evento aconteceu em janeiro de 2017. “Ainda assim, não foi suficiente para atender a todas as mulheres que quiseram participar”, comentou Paloma.

A grande procura pelas atividades mostra o quanto a mulher precisa de empoderamento. “Os padrões que a sociedade nos impõe são muito cruéis. Eles nos jogam contra nós mesmas e umas contras as outras. A mulher precisa se fortalecer, física e mentalmente. E ela está atenta a isso e procurando essa força. A sociedade nos poda, nos castra, que nos manter dentro de uma caixinha, só que a mulher não cabe numa caixa, seu poder é expansivo, é muito grande para ficar trancafiado e inibido”, ressaltou.

E para permitir que a mulher fique completamente à vontade para se soltar e descobrir a sua força que todas as atividades são feitas por mulheres para mulheres. “Homens também dançam, homens também fazem pole dance e não há problema algum nisso. Homens e mulheres são livres para fazerem o que quiserem. Mas o Entre As Pernas é uma espaço para a mulher, somente para a mulher”, explica.

Aulas e eventos
As atividades no Entre As Pernas vão começar no dia 5 de junho. Entre elas, estão dança do ventre, com Ana Santiago; yoga, com Elise Azevedo; pole sport, com Fernanda Rocha; twerk e dança afro, com Naná Vasconcelos; flexibilidade, com Naná Vasconcelos e Paloma Augusta; e pole dance e pole sensual, com Paloma Augusta e Grace di Tainá. Tem ainda o projeto D.I.V.A., Desenvolvimento Interior com valorização da Autoestima, com Andréa Goes, onde serão usadas diversas danças sensuais, com o burlesque, chair dance, entre outras.

O Entre As Pernas realiza cursos, workshops e palestras sobre temas relacionados ao universo feminino. O mais recente realizado foi o de ‘Introdução ao Pompoarismo’. “As pessoas costumam encarar o pompoarismo como uma atividade apenas sexual, mas não é. É um exercício que fortalece o assoalho pélvico, evitando transtornos físicos, como incontinência urinária, por exemplo”, disse Paloma Augusta.

O espaço Entre As Pernas fica na avenida Maria Vasconcelos de Andrade, 1618, Residencial Horto do Carvalho, bairro Aruana. O telefone é (79) 99124-1191 e o site é o www.entreaspernas.com.br.

Fotos: Divulgação\ Lúcio Telles\Ilmara Costa.
Fonte: Assessoria de Imprensa.

Publicações Relacionadas

Empreendedorismo rosa

Crescimento das mulheres com negócio próprio é uma realidade mundial e se torna ferramenta essencial na busca pela igualdade de direitos.

Engenheira Eletricista após os 50

Não teve filho, marido, preconceito nem machismo que impedisse Sandra Azevedo de realizar os seus sonhos.

Márcia Pacheco: beleza sergipana descoberta pela Avon

Em entrevista exclusiva, Márcia Pacheco recorda a sua a trajetória e fala sobre uma decisão que mudou a sua vida: parar de alisar o cabelo

Seja o primeiro a comentar

ENVIAR UM COMENTÁRIO

PORQUE MEU COMENTÁRIO NÃO APARECEU?

Os comentários do portal são moderados, então podem demorar um pouco a serem autorizados. Comentários ofensivos não são publicados.